3 de julho! Dia da alegria!

Enviado por Soter

Hoje é dia de muita alegria. Por alguns motivos, dentre os quais a do futebol alegre do Brasil.

Ontem a seleção brasileira perdeu e foi eliminada da Copa do Mundo de Futebol da FIFA.

Tristeza geral no país do futebol!

No entanto, hoje, já refeito da ressaca da derrota e, até mesmo, das cervejas de ontem do Bar Brasília, constato que este país do futebol, dialeticamente, sai vencedor!

Dos 190 milhões de brasileiros que somos, 189.999.999 ganhamos!: FICAMOS LIVRES DO Dunga! (e falemos bem baixinho seu nome, para que não queira, como qualquer fênix rediviva, tentar renascer de suas bem aplicadas cinzas).

Esse “sargentão”, que colocou os jogadores – dentre os quais excelentes e criativos atletas – como que em um quartel militar, numa redoma, isolados de tudo, até mesmo de seus familiares, fato muito divulgado, até pela imprensa internacional, lembrou-me, em várias ocasiões, de um outro “sargentão” que foi colocado no cargo mais importante da nação, numa época triste de nossa história. Como novo Médici  (e falemos mais baixinho, ainda, esse terrível nome para não corrermos o risco de que seus admiradores – são poucos, é verdade, mas às vezes fazem um barulhão danado, como se em novo Guararapes! – tentem voltar a incomodar esta nação) imaginou que “dar ordem” resolvia a formação do time! Negou-se a atender ao sentimento geral dos espectadores, não convocando atletas fundamentais, como Ronaldinho Gaúcho e Ganso, para só citar dois de futebol alegre e agressivos como goleadores. Esqueceu-se de alguns bons e levou outros com seu estilo: “batedores” e grossos. Só faltou, como aquele outro ditador, querer levar o Dadá Maravilha! Não que este seja como aqueles. Muito ao contrário. Era criativo e suas jogadas muito alegres, mas ficou espezinhado por sua “convocação” pelo ditador de plantão.

Como muito bem disse Murillo de Aragão, “faltou equilíbrio, sorte, banco e, sobretudo, técnico. Faltou equilíbrio tático e emocional ao time. Dunga foi descontrolado com a imprensa e foi descontrolado no comando do time. Deixou os jogadores muito” pilhados”. Se grossura fosse qualidade fundamental, Yustrich teria sido o maior treinador do mundo”. E até creio que Murillo não seja da época daquele velho treinador. Parece-me muito novo, para tê-lo conhecido. Mas “sabe das coisas”.

E a propósito do Dunga (Continuemos a falar baixo seu nome!) salta-me uma curiosidade e, imediatamente, vem-me uma pergunta: Porque mantemos Ricardo Teixeira no comando da CBF?! Porque ninguém toma providências para o afastamento desse senhor do comando da Confederação?! Como perguntado no twitter do Nassif, “pq nhum poltico se mete com o Ricardo Teixeira? 20 anos de poder Ele manda e desmanda e vcs assistem!”.

Mas, “e o mundo não se acabou”, parafraseando velha canção de nossa Música Popular.

Hoje, já 03 de julho, é dia de alegria! FICAMOS LIVRES DO Dunga! (Continuemos a falar bem baixinho seu nome!).

Arquivado em Geral

Deixe um Comentário!

© 2017 - Blog do Soter. Desenvolvido por Maçonaria Virtual